Caravana Laborarte abre edição 2019 do Mais Cultura e Turismo no Centro Histórico

A abertura da edição de 2019 do projeto Mais Cultura e Turismo de Férias, ocorrida nesta sexta (4), na Praça Nauro Machado, foi marcada por atrações da Caravana do Laborarte, como o tambor de crioula, o cacuriá de dona Teté e os shows de Camila e Rosa Reis.

O evento é mais uma promoção do Governo do Estado do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Cultura e Turismo (Sectur), garantindo  uma opção cultural e turística para os maranhenses e turistas.  A ideia do projeto é evidenciar  os trabalhos desenvolvidos pelos artistas da terra.

A primeira apresentação da noite foi o  Tambor de Crioula do Laborarte, Rosário de São Benedito, que encantou o turista carioca Peter de Albuquerque, que esteve pela primeira vez em São Luis.” Eu acho muito importante a gente chegar numa cidade e explorar muito além da camada turística mais óbvia e entrar na esfera da realidade do povo. Isso é bem real aqui no Maranhão , porque o atabaque é da realidade da cultura do Estado. Muito bom mesmo ” fundamenta.

A também turista e militante no movimento negro  Luiza Brasil disse que o Brasil tem uma representação de muitas nuances, e que apesar do Rio de Janeiro e Bahia serem destacado pela presença forte do povo negro , no Maranhão a raça também se faz presente. ” Estar em contato com a cultura maranhense é perceber que aqui é um local cheio de peculiaridades e de muito importância para a história do negro no Brasil. Muito representativa a cultura maranhense” reflete .

Dentro da representatividade negra no Maranhão, observada pelos turistas , a cantora Camila Reis , a segunda a se apresentar na noite , veio com o show em tributo à Jamaica Brasileira e falando um pouco da cultura e dos negros no estado. “É muito bom a gente estar tendo essa oportunidade de trazer essa música do Maranhão , valorizando os compositores e intérpretes do nosso estado, fazendo a história da nossa música , e mostrando para esse povo o que é nosso” enfatiza.

A terceira apresentação ficou por conta da compositora e intérprete Rosa Reis, com o show Circulador de Encantos. ” É um prazer abrir esse projeto que dá visibilidade aos nossos artistas , a arte e a cultura. Hoje eu trouxe várias canções da nossa tradição como o cacuriá, a dança do coco, da festa do Divino Espírito Do Espírito Santo e temáticas das nossas raízes . Muito bom poder estar neste projeto e levar um pouco da nossa cultura para os próprios Maranhense e turistas” , comenta .

Quem encerrou a noite desta sexta foi o tradicional Cacuriá de Dona Teté. Performático, o grupo do Laborarte trouxe elementos característicos de uma origem mista de dança  e da expressão da teatralidade. A brincadeira é conhecida pela sensualidade latente que explora o ritmo e o movimento dos quadris. A letra das canções geram uma identidade única que conquistou o público maranhense e de outras regiões.

As coreografias do espetáculo são criadas a partir dos movimentos dos pássaros e animais destacados nas letras das músicas, inspirada nas brincadeiras tradicionais, alegria das caixeiras e brincantes ao final da festa do divino, quando na derrubada do mastro é realização do carimbó de caixeiras.

Além da Praça Nauro Machado durante todas as sextas-feiras do mês de janeiro, a edição do programa conta com atrações culturais aos sábados do mês  na Lagoa da Jansen.

Já a Praça da Lagoa da Jansen oferece uma programação voltada para o público infantil com espetáculos e atividades recreativas, e para abrir a temporada neste sábado (5), a Banda Unidunitê.

A programação promete atrair maranhenses e entreter turistas que curtem as férias na capital com atrações que darão continuidade as festividades do período Natalino e do Réveillon de Todos, principalmente no centro histórico.

Contatos

contatos

(98) 3221-9617 – Portaria
(98) 3221-9550 – Assessoria de Comunicação

Links Úteis
Localização

localização

Open Google Maps Widget settings to configure the Google Maps API key. The map can't work without it. This is a Google's rule that all sites must follow.